Salada Maratona

Na academia em que eu malho, há uma saladeria FAN-TÁS-TI-CA. O nome é Saladeria mesmo e ela fica nas unidades da Unic Espaço de Metas. Sempre almoço ou janto por lá, porque as saladas e os sanduíches são simplesmente irresistíveis.

A minha salada preferida é a Maratona.

Salada Maratona

Essa é a salada original. Em sua descrição do cardápio, ela é composta por: penne tricolore com legumes grelhados, frango desfiado, muçarela de búfala, tomate seco e molho pesto. Além disso, também há um molho adocicado que faz toda a diferença. É um molho composto por geleia de damasco, mostarda e mel. (Esse detalhe da geleia de damasco eu fiquei sabendo há pouco, porque, para mim, o que havia era um molho de laranja, como em outras saladas lá da Saladeria.)

Hoje precisei ir ao supermercado e pensei: “Por que não tentar reproduzir a salada em casa?” Pensei que daria um tanto de trabalho, mas seria um treino, especialmente para os domingos, quando a Saladeria está fechada.

E foi o que fiz. Comprei os ingredientes e fiz a minha versão. Ei-la:

Salada Maratona by Anoca

Fiquei com preguiça de pegar a câmera e tirar uma foto melhor, então vai foto de celular mesmo, ok?

Confesso que o sabor ficou um pouco diferente do da salada que é oferecida lá na academia, mas nem por isso ficou ruim. :) Não vou saber precisar as quantidades de tudo, porque faço tudo no “olhômetro”. Quer saber como eu fiz?

Como eu sabia que não teria paciência para desfiar o frango (nem encontrei frango desfiado no supermercado), optei por cortar em cubos e temperar 1 filé de peito pequeno (temperei com alho, sal, limão, cebola e um pouco de pimenta do reino, tudo a gosto – sou viciada em alho, mas tome cuidado, porque, no final, o sabor do alho pode sobressair). Deixei na geladeira para apurar o sabor.

Para o molho de laranja, segui uma receita que recomendava misturar 6 colheres (sopa) de azeite extravirgem4 colheres (sopa) de suco de laranja, 2 colheres (sopa) de suco de limão 1 colher (sopa) de mostarda. Quando misturei tudo bem misturadinho, achei o molho muito ácido. Quase me desesperei, porque não vi mel na cozinha, para quebrar a acidez. Então resolvi fazer uma calda de laranja, usando aquela velha técnica da redução: em uma panela pequena, coloquei 4 colheres (sopa) de suco de laranja e 1/3 de xícara de açúcar. Calda pronta, misturei ao molho que estava ácido e ficou show! (Pra ficar mais docinho, é só descartar um tanto do molho ácido, porque ele rende MUITO.)

Aí foi a hora de preparar o molho pesto. Eu estava sem castanhas, ou nozes, ou amendoins, então não foi assim um moooolho pesto. Mas triturei com um mixer um punhado de folhas de manjericão fresco com azeite e um pouco de queijo parmesão ralado na hora. Adicionei uma pitada de sal e outra de pimenta do reino moída na hora. Reservei os dois molhos na geladeira.

Cortei algumas rodelas de berinjela, abobrinha e cenoura, para grelhar. A grelha daqui de casa não é nada exemplar, então fiz tudo numa frigideira teflon. Cortei tudo em rodelas finas (a berinjela precisa ficar de molho em água com vinagre por uns 20 minutos, para tirar o amargo) e à frigideira um vegetal por vez. Quando todos estavam devidamente grelhadinhos, já levemente escurecidos, reservei.

Cozinhei em água fervente 1 xícara de fusilli tricolori, com uma pitada de sal e um fio de óleo, para não grudar. Quando estava cozido, reservei e deixei esfriar.

Separei umas folhas de alface crespa e acelga. Lavei-as bem lavadinhas e coloquei em uma saladeira média.

Foi aí que a salada começou a tomar forma. Coloquei um pouco de pesto e um pouco do molho de laranja, misturando bem com espátulas de salada. Depois, acrescentei o fusilli e repeti a adição dos molhos, agora em menor quantidade. Coloquei algumas tiras de tomate seco e o frango em cubos (que assei na teflon) e fui misturando, misturando, misturando.

Na hora de ir para o prato, fiz uma “caminha” com as folhas e coloquei os demais ingredientes sobre elas. Por fim, para decorar, salteei os vegetais grelhados e coloquei umas tiras de queijo gruyère (era o que tinha na geladeira). :) Na hora de servir, ainda coloquei mais molho de laranja e mais pimenta do reino. Na próxima vez, testarei com uma geleia de damasco que tem pra vender lá no Pão de Açúcar e com a qual eu paquero desde sempre, porque vem numa garrafinha linda e meio. :) Depois volto e conto o resultado.

E aí? A cara ficou boa? Curtiram os ingredientes? :) Se tiver alguma sugestão de salada, deixa aqui nos comentários!!!

Anúncios

4 comentários sobre “Salada Maratona

    • anoca disse:

      Priiiiiiiiiiiiii! Quem menos comia salada era eu, acredite! :)
      Meu negócio sempre foi MUITO FEIJÃO com FARINHA E CHARQUE! <3 Tipo MUITO, MUITO, MUITO. Essa combinação é, DE LONGE, o melhor almoço que alguém pode me oferecer (só fica melhor se a pessoa se dispuser a fazer bolinhos recheados com a charque! ahahahahaha).

      Mas saladas são coisas excelentes! :) Principalmente porque você come horrores e a sensação da comida no estômago é de pura leveza :)

      E eu AMO a combinação TOMATE + PEPINO. Alface eu só gosto assim com molhinhos diversos, porque trago um trauma de uma juventude não tão distante. :~~~~~~~~~~~~~~~

  1. Mag disse:

    Nossa, adorei!!! Amo saladas, sempre faço com frango, queijo minas, provolone, molho de iogurte com mostarda e gergelim, alface americana e cenoura ralada. Fica uma delícia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s